fbpx

Arranjo em família

Uma família inteira envolta em flores. A frase resume bem a vida de Keka Saab e de seus filhos, Tanus e Karina, que cresceram na floricultura da mãe e hoje são reconhecidos como grandes artistas florais.  

Tanus e Karina Saab são hoje nomes respeitados no mercado nacional e internacional quando o assunto é arte floral. São também a materialização de uma frase dita quase sempre de forma simbólica, mas que cabe perfeitamente na história deles: “vem de berço”. Neste caso, a expressão se mostra a mais pura verdade, como explica a matriarca da família, Keka Saab: “Quando montei a floricultura, há 30 anos, não tinha com quem deixar meus filhos. Eles muitas vezes ficavam comigo na loja. Tanus tinha 9 anos, Karina tinha 11 e eu os levava onde eu ia. Assim, cresceram em meio a flores, entre vasos e arranjos florais”.

Hoje, Keka é proprietária da Keka Flores, uma das floriculturas mais respeitadas do país. 

Obstinada e de personalidade forte, Keka nos conta que os arranjos florais sempre estiveram em seu caminho, desde a infância. “Eu nasci num sítio chamado Córrego das flores e, quando penso nisso, percebo que nada é por acaso na vida da gente, não é mesmo?”, conclui a florista. 

É o que pensam também os filhos, Tanus e Karina, que tiveram (e têm) sua vida totalmente envolta em flores. Ambos são arquitetos de formação, mas se dedicam à arte floral, à decoração e a ensinar essa arte que envolve a natureza. 

Tanus, por exemplo, atua na área desde 1997, e já produziu mais de mil projetos de decoração ao longo de sua carreira. Assim com a irmã, nunca deixa os estudos, com passagem por escolas de design floral em países como Espanha, Estados Unidos, Alemanha e França. Também já foi presidente da ABAF (Academia Brasileira de Artistas Florais), entre 2007 e 2010. Karina também já dedicou mais de 20 anos de sua vida na arte floral, com passagens pelo exterior (como o irmão) e a participação nas mais importantes feiras internacionais da área. 

Tanus e Karina fazem questão de lembrar que sua primeira professora foi a própria mãe, observando-a, vendo como ela trabalhava. “A arte floral está dentro da família. Isso fez com que nós crescêssemos tendo amor pelas plantas, pela natureza. E eu acho que o mais importante na nossa profissão é o amor pelas flores e, assim, escutar o que elas querem nos dizer”, argumenta Tanus. 

“Quando eu olho uma flor, eu também tento escutar uma voz que vem de dentro de mim, que me ajuda compor cada arranjo de uma forma diferente”, completa Karina.

Irreverente, Keka Saab brinca com as dificuldades de se trabalhar em família e solta gargalhadas contando alguns dos percalços e as vantagens do período em que dividiam o mesmo ambiente. “Trabalhar em família não é fácil, porque todo mundo se sente patrão. Mas também é legal porque na hora você conta com outro, reúnes todo mundo, todos se ajudam e tudo dá certo”.  Sem perceber, Keka nos coloca diante de uma imagem que resume sua história e a de seus filhos: a  família é como um belo arranjo de flores, feito de geração a geração.