fbpx

Traga a natureza para dentro de casa cultivando as charmosas Dischidias

O conceito Urban Jungle, é uma tendência mundial que veio realmente para ficar. A decoração de ambientes com plantas verdes e elementos naturais, reporta a um clima de natureza dentro de casa. Conquistando inúmeros adeptos, se fortaleceu intensamente durante os incontáveis meses de isolamento social, impostos pela pandemia de Covid-19, porque, além de muito estilosa, acarreta inúmeros benefícios para as pessoas, e, por isso, acabou ultrapassando o modismo para se tornar um estilo de vida.

Se você gostou da ideia e não sabe por onde começar, a gente tem uma dica valiosíssima pra você, que tal iniciar cultivando as charmosas Dischidias?
Primas das conhecidas suculentas, as Dischidias são originárias do sudoeste asiático, mais precisamente da China e da Índia. Por lá, é muito comum encontrar estas plantas crescendo naturalmente em troncos de árvores ou galhos, pois as plantas desse gênero são epífitas, os seja, utilizam-se de suas raízes para se apoiarem em outras plantas como um suporte, sem prejudicá-las, pois, retiram os nutrientes diretamente da umidade atmosférica. Aliás, esta é uma de suas principais características, as Dischidias são plantas trepadeiras, intimamente relacionadas às plantas do gênero Hoya (Flor de Cera), e adoram lançar suas ramas em tutores, como fios ou treliças, mas também podem crescer livremente como plantas pendentes. Desse modo, podem atingir até 5 metros de comprimento, se transformando em uma verdadeira cascata verde.
Nosso cooperado Bukker Flores e Plantas apostou na produção de algumas das variedades mais bonitas de Dischidias e já estão disponíveis no mercado, como a Imbricata, a Oiantha variegata, a Ovata, conhecida também como Dischidia Melancia por apresentar em suas folhas pequenas listas assimétricas, lembrando a casca de uma melancia, e a delicada e encantadora Ruscifolia, ou Million Hearts, lotada de folhas com formato de pequenos coraçõezinhos.

Além de muito ornamentais, elas ainda florescem uma ou até duas vezes por ano, nos presenteando com pequenas e delicadas flores.
A Dischidia deve ser cultivada em um local bem ventilado e com farta incidência de luz, como varandas, sacadas ou ambientes próximos a uma grande janela, por isso são conhecidas também como suculentas de sombra. São plantas que gostam de umidade, mas cuidado para não exagerar. Prefira um substrato com boa drenagem e não deixe acumular água no pratinho. Nada de “pé molhado” para elas, isso pode fazer com que suas raízes apodreçam facilmente.
Para mantê-las fortes e saudáveis, opte por uma adubação equilibrada com NPK 10-10-10, uma vez por mês e mais nada. Então, o que está esperando para ter uma Dischidia para chamar de sua?

Compartilhe
Tags