fbpx

Buquê para dizer o quê?

Mais que um item indispensável do casamento, o buquê ajuda a contar um pouco sobre a tradição e a simbologia de dar e receber flores ao redor do mundo. 

Palavra de origem francesa, bouquet, que significa pacote ou maço, está presente em nosso cotidiano de diversas formas: na decoração das casas, em festas, na moda e em simples gestos de carinho. Chegar em casa com um buquê num dia inesperado pode ser uma declaração de amor sem tamanho. 

No casamento, a ideia principal do buquê é simbolizar a vida e a fertilidade,  mas no decorrer dos anos, foi ganhando significados e rituais de acordo com cada povo e cultura. 

Embora a origem da palavra que utilizamos hoje seja europeia, acredita-se que a tradição venha de muito antes, da Grécia Antiga, quando os buquês eram feitos de ervas e grãos, como símbolo da união do casal.  Levavam inclusive alho, com o intuito de espantar mal olhado. 

Ainda hoje o buquê serve como talismã, que protege a noiva e garante longevidade ao casal. Louro, manjerona, acácia e alecrim faziam parte desses pequenos arranjos. A manjerona, por exemplo, pode significar doçura, o alecrim, o perdão. 

Na Europa, durante a Idade Média, havia o hábito de os convidados oferecerem flores e ervas aromáticas à noiva na caminhada até o altar, desejando boa sorte e proteção. Muitos alegam que a escolha das flores era também uma forma de expressar os sentimentos numa época que os casamentos eram na maioria arranjados ou forçados e não era permitido às mulheres falara abertamente sobre seus sentimentos. As flores e ervas seriam uma forma de traduzir tais sentimentos em relação ao marido. 

Hoje, que os sentimentos estão livres e à flor da pele, esses significados servem como uma declaração de amor cheia de simbologias, num verdadeiro dicionário de sentimentos. 

As rosas são um capítulo à parte: a branca, por exemplo, significa paz, a champanhe (bastante usada) admiração; a cor-de-rosa, amizade, a vermelha, claro, amor e paixão. 

Claros, os significados mudam com o passar do tempo e, assim como na moda, buquês também vem e vão de acordo com as tendências. As flores vão ganhando e perdendo importância de acordo com a época.  

Para 2019, o lírio e as rosas estão em alta, e são usadas com plumas, que retornou como complemento indispensável. A presença de pequenos relicários nos buquês também tem ganhado força,  quase sempre com imagens de pais, avós ou amigos especiais. 

Seja como for, as flores e os buquês nunca saem de moda. Nem o amor, o afeto, a lealdade, a sensualidade, a pureza. Basta escolher como será seu arranjo, o que você quer dizer. 

Pequeno dicionário dos buquês:

  • Cravos: fertilidade 
  • Girassol: vida
  • Violeta: lealdade
  • Hortência: energia
  • Amor perfeito: lembrança  
  • Lírio: sorte 
  • Miosótis: sinceridade
  • Margarida: inocência
  • Crisântemo: paixão
  • Orquídea: sensualidade
  • Copo de leite: pureza
  • Azaleia: romance
  • Amor perfeito: lembrança
  • Coroa imperial: poder. 
Compartilhe
Tags