fbpx

Plantas para viver – Dicas para sua casa

com Carol  Costa

No segundo artigo da série Plante ar puro, Carol Costa usa plantas de pequeno e médio porte e decora os três ambientes menores e mais aconchegantes da casa: o quarto, a cozinha e o home-office. 

“No home-office a planta é como se fosse seu companheiro de trabalho. E ela não pode atrapalhar nem exigir muita atenção”, diz Carol, que trabalhou como jornalista por mais de uma década.

A partir desse pensamento amigável, a primeira recomendação que ela nos dá é usar plantas de menor porte, fáceis de mudar de lugar. Entre as purificadoras de ar sugeridas estão samambaias, jiboias, dracenas e algumas variedades de antúrios. “Estamos em um ambiente com impressoras, livros e muitos aparelhos eletrônicos que podem deixar no ar substâncias nocivas à saúde. E é aí que entram essas nossas companheiras de trabalho”, diz a jardineira. Ela destaca também o uso de cachepôs, que evitam que a água da rega danifique os aparelhos eletrônicos ou estrague documentos. 

Outro erro comum em home-offices, segundo a Carol Costa, é deixar os equipamentos eletrônicos próximos da janela e as plantas mais distantes. “Quando isso acontece, sempre proponho uma troca inteligente, boa para os dois – a planta fica mais feliz próxima da luz e evitamos que os equipamentos estraguem no contato com o sol e o calor”.  Ela acrescenta ainda que, apesar de serem plantas de sombra, que não exigem sol direto, a maioria das purificadoras de ar utilizadas nesse ambiente precisam de claridade abundante. 

Cozinha e quarto

O mesmo raciocínio dos eletrônicos longe da janela serve para as frutas da cozinha. Quanto mais próximas da luz e do calor, mais rapidamente elas amadurecem e estragam. Carol destaca também que o ideal para esse ambiente é ter plantas com folhas fáceis de limpar, como a filodendros, marantas e o antúrio, pois estarão sempre perto de frituras, líquidos e pós.  “Se estiver perto da torneira, pode ser bem prático, tanto para aguá-las quanto para limpá-las”, completa. Em vez de vários vasos pequenos, a dica é manter tudo em uma jardineira, o que torna mais fácil levar de um canto a outro. 

Carol destaca ainda a Jiboia e as samambaias, que podem ser usadas sobre estruturas metálicas,  aparadores e armários, para que componham o ambiente com leveza. Segundo a Carol, a ideia é elevar a planta, deixando toda área de chão livre. “Aí você pode conduzir suas folhagens como quiser, na medida que vão crescendo”, completa Carol. Se você quer um pouco mais de cor na sua cozinha ou quarta, além de um ar mais puro, a sugestão da Carol é maranta tricolor.  

Quando se refere ao quarto, Carol desmitifica logo de cara a informação de que pode ser prejudicial dormir com plantas, pois elas poderiam absorver todo o oxigênio e nos asfixiar. “Aí eu sempre me pergunto: mas porque então a gente não tem medo de dormir com uma pessoa, com um cachorro, com seu filho? Eles absorvem muito mais oxigênio que uma planta”, ironiza Carol. Enquanto isso, ela distribui samambaias e antúrios pelos ambientes da casa. E respira fundo, feliz, o ar puro dessas nossas grandes amigas, as plantas. 

Confira a primera parte da série Plantas para viver aqui.

Compartilhe
Tags